Cães

Cuidados com os ouvidos, unhas e dentes do cão

É muito importante que conheça o seu cão e que acima de tudo perceba o quão importante é manter os ouvidos, unhas e dentes cuidados.

Neste artigo damos-lhe algumas dicas importantes para que concretize com sucesso essas tarefas.

 

Cuidados e limpeza dos ouvidos

Para limpar os ouvidos é importante nunca usar algodão, pois isso empurra qualquer sujidade para dentro do ouvido. Em vez disso, utilize uma boa marca de cotonetes ou discos de limpeza apropriados. Deite as gotas no ouvido e massaje. Depois, retire a sujidade superficial com um lenço de papel, com uma compressa ou toalhitas adequadas.

Alguns cães têm pelo excessivo nas orelhas, que deve ser retirado regularmente para evitar infeções. Evite retirar demasiado de cada vez, mas também não arranque os pelos um a um, pois isso será demasiado doloroso para o seu cão. Recomendamos para esta tarefa a utilização de um Pó Depilatório de Ouvidos.

Por vezes, o pelo também cresce excessivamente entre as almofadas das patas. Nesse caso o melhor método para tratar o problema é cortar o pelo que cresce entre as almofadas. As tesouras curvas são as mais seguras para isso. Mantenha a curva virada para fora em relação à pata, de modo a não cortar a almofada.

 

Mantenha curtas as unhas do seu cão

Quando o cão anda regularmente em chão duro ou áspero, as unhas desgastam-se por si próprias, mas alguns cães têm unhas que crescem com muita rapidez e, nesse caso devem ser cortadas.

De modo a que o cão se mantenha sempre bem tratado e cuidado, é importante habituá-lo a este ritual enquanto é jovem. Um cão mais velho e mais forte, que não esteja habituado, tentará resistir, de modo que o tratamento regular pode tornar-se um grande problema.

Se considera desagradável tratar pessoalmente destas tarefas, leve o cão a um profissional, que tratará disso. Ele explicar-lhe-á e demonstrar-lhe-á a melhor maneira de fazer as coisas mais difíceis, de modo a que as possa repetir mais tarde.

 

Cuidar dos dentes é importante

Os cuidados gerais incluem os dentes, se bem que requeiram pouca atenção se der ao seu cão biscoitos duros e um osso de boa qualidade para ele roer.

Pelo contrário, os cães que normalmente são alimentados com alimentos moles e que raramente tem a oportunidade de usar os dentes, desenvolverão muito mais tártaro, com todos os incómodos que isso causa.

Verifique regularmente se o cão está a desenvolver uma camada de tártaro, pois a prevenção é sempre melhor do que a cura.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *